Irã, determinado a obedecer o acordo nuclear apesar da censura de Trump

"No caso de que não possamos aproveitar as facilidades concedidas por este acordo, retomaremos a produção de energia atômica"

Irã, determinado a obedecer o acordo nuclear apesar da censura de Trump

O ministro iraniano das Relações Exteriores, Javad Zarif, anunciou que seu país cumprirá o acordo nuclear a medida em que este seja condizente com seus interesses.

Entrevistado pela emissora de televisão pública, Zarif disse que as palavras do presidente dos Estados Unidos, Trump, contra o Irã são contraditórias com o acordo nuclear.

"Graças ao acordo, as vendas iranianas de petróleo aumentaram. Isso foi assinado não apenas com os EUA, mas também com os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e com a Alemanha.

"No caso de não podermos aproveitar as facilidades concedidas por este acordo, retomaremos a produção de energia atômica", concluiu.

O ministro iraniano das Relações Exteriores, Javad Zarif, anunciou que seu país cumprirá o acordo nuclear a medida em que este seja condizente com seus interesses.

Entrevistado pela emissora de televisão pública, Zarif disse que as palavras do presidente dos Estados Unidos, Trump, contra o Irã são contraditórias com o acordo nuclear.

"Graças ao acordo, as vendas iranianas de petróleo aumentaram. Isso foi assinado não apenas com os EUA, mas também com os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e com a Alemanha.

"No caso de não podermos aproveitar as facilidades concedidas por este acordo, retomaremos a produção de energia atômica", concluiu.

 



Notícias relacionadas