Argélia vai importar carne da Espanha e do Brasil para cobrir a alta demanda do mês do Ramadã

Segundo dados do Ministério da Agricultura, a Argélia cobre com o mercado local 55% da carne consumida pela sua população, estimada em cerca de 40 milhões de habitantes

Argélia vai importar carne da Espanha e do Brasil para cobrir a alta demanda do mês do Ramadã

Argel (EFE) .- O governo da Argélia informou que autorizou a importação de 71.000 toneladas de carne de quatro países, incluindo Espanha e Brasil, para atender a alta demanda por este produto durante o mês de jejum do Ramadã, que terá início na metade deste mês.

Assim foi divulgado pelo Director dos Serviços Veterinários do Ministério da Agricultura, Kaddur al Hachemi Krim, que disse que, além dos países acima mencionados, a Argélia irá importar carne da França e da Índia.

"Em antecipação ao mês do Ramadã, o governo concedeu 138 licenças para as operadoras importarem 71.000 toneladas de carne fresca", disse o funcionário à emissora de TV local "Ennahar TV".

Dessas licenças, "120 foram concedidas para importar bezerros vivos que serão abatidos aqui na Argélia", acrescentou Al Hachemi antes de especificar que o país produz entre 15.000 e 25.000 toneladas de carne e que seu objetivo é evitar um aumento nos preços.

Segundo dados do Ministério da Agricultura, a Argélia cobre com o mercado local 55% da carne consumida por sua população, estimada em cerca de 40 milhões de habitantes. EFE



Notícias relacionadas