O G7 lança contra-ofensiva contra tarifas dos EUA

A recente decisão de Trump sobre tarifas centrou a reunião dos ministros das finanças do G7, composto por Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão, Estados Unidos e Reino Unido

O G7 lança contra-ofensiva contra tarifas dos EUA

Os países do G7 reagiram duramente contra as novas tarifas de aço e alumínio impostas pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

A Reunião dos Ministros de Finanças do G7, composta pelos sete países mais industrializados do mundo, na cidade canadense de Whistler, concluiu.

O ministro das Finanças canadense, Bill Morneau, em sua declaração após a reunião, anunciou que os seis países do grupo, exceto os EUA, e o representante da União Europeia sentiram "preocupação e decepção" com as inscrições de Trump sobre as ações comerciais dos EUA.

Morneau disse que os seis membros do grupo e a União Europeia se uniram contra as novas tarifas dos EUA no comunicado final da reunião.

Morneau também pediu que as tarifas sejam retiradas, dizendo que os ministros das finanças e os presidentes dos bancos centrais pediram ao secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, que informe à Casa Branca sua preocupação e desapontamento unânimes.



Notícias relacionadas