Empresa francesa PSA vai suspender as suas atividades no Irão até 6 de agosto

A decisão foi tomada devido à saída dos Estados Unidos do acordo nuclear com o país.

Empresa francesa PSA vai suspender as suas atividades no Irão até 6 de agosto

A empresa francesa de construção de automóveis PSA, anunciou que irá abandonar as suas atividades no Irão até ao dia 6 de agosto, depois do anúncio da retirada dos Estados Unidos do acordo nuclear com o país.

A PSA é a dona das marcas Peugeot e Citroen, e indicou que prosseguem as negociações com a administração americana para chegar a um acordo:

“Logo após o acordo nuclear assinado em Viena a 14 de julho de 2 015, e da eliminação a 16 de janeiro de 2 016 das sanções aplicadas contra o Irão , o Grupo PSA assinou no dia 21 de junho de 2 016 um acordo de colaboração com a empresa Khodro do Irão, ao qual se seguiu outro no dia 6 de outubro com a empresa Saipa. Estes acordos estão perfeitamente de acordo com as leis dos Estados Unidos, da UE e de França”.

Depois da saída dos Estados Unidos do acordo nuclear com o Irão, anunciada no dia 8 de maio, e por forma a respeitar as leis dos Estados Unidos até ao dia 6 de agosto, o Grupo PSA deu início ao processo de suspensão dos acordos assinados com as empresas iranianas. Neste processo, a empresa francesa conta com o apoio do governo de Paris, e continua em negociações com o governo americano para tentar obter uma exceção.

No comunicado que emitiu, o grupo PSA salienta que continua a seguir muito de perto os desenvolvimentos sobre esta questão, e que está em contacto com os governos dos países relacionados.


Etiquetas: acordo nuclear , EUA , PSA , Irão

Notícias relacionadas