Iraque se pronuncia sobre as sanções dos EUA contra o Irã

O presidente iraquiano e o primeiro-ministro se referiram às sanções impostas pelos EUA.

Iraque se pronuncia sobre as sanções dos EUA contra o Irã

O presidente iraquiano, Fuad Masum, disse que, embora seja difícil, como Estado membro da sociedade internacional, eles obedecerão à decisão das sanções dos Estados Unidos contra o Irã.

Masum deu uma entrevista para a rede "El-Hurra Irak".

"Seria difícil obedecer às sanções dos EUA contra o Irã, dada a situação no Iraque e nossas relações com o Irã", disse ele.

Ele afirmou que no momento o Iraque não deveria participar de um ambiente conflituoso.

Também o primeiro ministro, Haidar al-Abadi, mencionou a questão em sua conferência de imprensa em Bagdá.

"Como Iraque, nos opomos às sanções internacionais. O Iraque teve essa experiência. As sanções esgotaram o país e as pessoas".

Ele indicou que eles vão agir com o povo iraquiano em mente e acrescentou: "Nós não vamos lidar com as sanções contra o Irã, mas vamos obedecê-lo para que nosso povo não sofra danos". No final, não podemos ficar fora do sistema econômico internacional", disse ele.

Existem 9 travessias de fronteira entre o Irã e o Iraque. O Iraque importa especialmente alimentos, materiais de construção, materiais sanitários, eletricidade e combustível de seu vizinho Irã.



Notícias relacionadas