57 mortos em incêndio florestal em Portugal

59 também ficaram feridos no incêndio florestal perto da área de Pedrogão Grande, a Nordeste de Lisboa

57 mortos em incêndio florestal em Portugal

Um incêndio florestal nesse sábado tirou a vida de 57 pessoas em Portugal, de acordo com Jorge Gomes, o secretário de Estado dos assuntos internos.

O incêndio surgiu na área de Pedrogão Grande, um município a cerca de 150 quilômetros (93 milhas) a Nordeste da capital, Lisboa.

O número de mortos aumentou de 39 para 57, disse Gomes à agência de notícias portuguesa Lusa Sunday.

Gomes também disse que 18 dos 59 feridos foram levados ao hospital. Cinco, incluindo quatro bombeiros, estão em estado crítico.

A mídia portuguesa informou que várias pessoas foram mortas em seus carros.

O primeiro-ministro Antonio Costa disse: "É a maior tragédia da vida humana que vinvenciamos há anos".

Mais de 1.500 bombeiros estão lutando contra o incêndio que está se espalhando rapidamente por casas na área, devido a altas temperaturas e vento.

O comissário da UE para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides expressou suas condolências em um comunicado.

"A UE está totalmente pronta para ajudar. Tudo será feito para ajudar as autoridades e pessoas de Portugal neste momento de necessidade ", disse ele, acrescentando que o Mecanismo de Proteção Civil da UE foi ativado para fornecer aeronaves de combate a incêndio após um pedido de Portugal.

Stylianides também disse que a França e a Espanha oferecerão aviões para ajudar os esforços locais de emergência.



Notícias relacionadas