Qatar: se repetem os assassinatos de civis e opositores na Síria

O ministro das Relações Exteriores do Qatar lembra que a ofensiva do regime sírio contra a zona desmilitarizada de Idlib tenta impedir e fracassar as soluções políticas para a crise síria

Qatar: se repetem os assassinatos de civis e opositores na Síria

O ministro das Relações Exteriores, Sheikh Mohammed bin Abdulrahman bin Jassim Al-Thani, disse que a ofensiva do regime sírio contra a zona desmilitarizada de Idlib tem como objetivo dificultar e frustrar as soluções políticas para a crise síria.

"Em Iblid as cenas de bombardeio são repetidas, e na Síria os argumentos são repetidos para prevenir e enfraquecer qualquer tipo de solução política para a crise e os assassinatos de civis e adversários sob o pretexto de lutar contra grupos terroristas", disse Al-Thani em sua conta do Twitter.

De acordo com os dados coletados pelos Capacetes Brancos, oficialmente chamado de defesa civil da Síria, os intensos ataques, que continuaram por três semanas na província de Idlib, deixaram um saldo de 70 mortos e 185 feridos.

A província de Idlib, localizada na fronteira com a Turquia ao norte da Síria, foi proclamada uma zona desmilitarizada na reunião de Astana, realizada entre 4 e 5 de maio de 2017. Embora haja algumas violações das forças do regime de Asad e da Rússia.



Notícias relacionadas