Mattis esclarece se a crise dos vistos afetará os laços militares entre a Turquia e os EUA

O secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, respondeu às questões dos repórteres sobre a suspensão mútua dos procedimentos de visto entre a Turquia e os EUA

Mattis esclarece se a crise dos vistos afetará os laços militares entre a Turquia e os EUA

O secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, disse que o problema do visto entre a Turquia e os Estados Unidos não afetou as relações militares entre os dois países e que eles continuam trabalhando com a Turquia.

Mattis, no vôo para a Flórida, respondeu as perguntas dos jornalistas sobre a suspensão mútua dos procedimentos de visto entre a Turquia e os EUA.

Quando perguntado como a crise do visto entre a Turquia e os Estados Unidos afetou as relações militares entre os dois países, ele disse:

"A Turquia tem sido nosso aliado da OTAN há dezenas de anos. Mantemos colaboração e comunicação estreitas. A interação e integração militar não foram afetadas por isso. (A base) Incirlik está completamente aberta. Nossos canais de comunicação estão abertos. Nossas forças aéreas estão em contato, já que temos operações no norte do Iraque, no norte da Síria e no sul da Turquia.

Mattis, quando perguntado se a crise diplomática entre os dois países afetará as operações no futuro, disse que não especularia sobre isso, mas lembrou que os problemas diplomáticos anteriores não afetaram as operações militares.

"Não quero especular sobre este assunto. Quando algumas situações complicadas acontecem, eu sempre ouço se as nossas relações militares serão rompidas, mas eu digo claramente que isso não aconteceu antes. (A Turquia) é um parceiro da OTAN e trabalhamos arduamente para nos posicionarmos em conjunto contra o nosso inimigo comum. Trabalhamos muito bem militarmente ", disse ele.



Notícias relacionadas